Renováveis devem fechar 2016 com aumento de dois pontos percentuais na matriz energética brasileira

Renováveis correspondem por 82% de total matriz elétrica brasileira

Publicação: 17/01/2017 | 14:51

Última modificação: 23/01/2017 | 16:21

O Brasil deve fechar o ano de 2016 com participação de 43,2% de energias renováveis na matriz energética nacional, indicador dois pontos percentuais superior ao de 2015, de 41,2%. O aumento é resultado do bom desempenho da geração hidráulica, eólica e biomassa. Os dados constam no Boletim Mensal de Energia – Outubro, elaborado pela Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia (MME).

Quando considerada a matriz de oferta interna de energia elétrica brasileira, as fontes renováveis também se destacam. A previsão para 2016, é que essas fontes cheguem a uma participação de 82,6% na matriz elétrica, quase 7 pontos percentuais acima do indicador de 2015, de 75,5%.

Produção de petróleo e gás natural

Em outubro de 2016, a  produção de petróleo cresceu 9,2% sobre igual mês de 2015, acumulando um aumento de 2,7% no ano (1,9% até setembro). Já a produção de gás natural cresceu 11,2% em outubro, registrando expansão de 6,2% no ano.

O Boletim Mensal de Energia acompanha um conjunto de variáveis energéticas e não energéticas capazes de permitir razoável estimativa do comportamento mensal e acumulado da demanda total de energia do Brasil.

Confira o Boletim do mês de outubro AQUI

 

Assessoria de Comunicação Social
Ministério de Minas e Energia
(61) 2032-5620/5588
ascom@mme.gov.br
www.mme.gov.br
www.twitter.com/Minas_Energia
www.facebook.com/minaseenergia