Eletrobras Distribuição Amazonas lança parceria com leituristas para combater o Aedes

Ministro visitou instalações da Eletrobras Distribuição Amazonas e conversou com moradores na localidade

Publicação: 23/02/2016 | 00:36

Última modificação: 22/05/2017 | 15:56

Crédito: Divulgação

A Eletrobras Distribuição Amazonas ampliou sua participação na mobilização do setor energético-mineral no combate ao mosquito Aedes aegypti. Na sexta-feira (19/02), foram  firmadas parcerias que permitirão treinar os leituristas dos relógios de eletricidade para informar possíveis focos de criadouro do mosquito e também a preparação de multiplicadores que atuarão no interior do Estado. Para estruturar essa ação, Edvaldo Risso, coordenador-geral do Programa de Combate ao Mosquito no Ministério de Minas e Energia, representando o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, assinou parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e com a Fiocruz Amazonas.

A FVS fará o treinamento de 150 leituristas da empresa e a Fiocruz ajudará a treinar 110 multiplicadores para atuar no interior, inclusive com videoconferência. Parte dos multiplicadores treinados será de pessoas da comunidade.

Para contribuir com o combate ao mosquito em todo o Amazonas, os leituristas da Eletrobras Distribuição Amazonas estão sendo treinados e ajudarão a apontar locais com situações propícias para a proliferação do Aedes durante suas caminhadas diárias de coleta de dados dos relógios de luz. Parte dos leituristas já começou a ser treinada e fez visitação a residências com o ministro Braga na última sexta-feira.

Com a presença do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, a Eletrobras Distribuição Amazonas também reforçou a manutenção e faxina de suas instalações e realizou ação de conscientização com a comunidade. Após visitar as obras da Usina Térmelétrica Mauá 3, Braga visitou a Subestação Mutirão e conversou com moradores da região.

“Aqui na subestação Mutirão nós fizemos uma faxina, no programa Zika Zero, combatendo o mosquito Aedes aegypti. Nós sabemos o quanto esse mosquito é perigoso. Esse mosquito mata, e como é um mosquito que mata, ele não pode nascer. E para ele não nascer é importante que todos nós estejamos unidos combatendo esse mosquito. Se numa região em que vivem cem pessoas, 99 fizerem o combate e apenas uma não fizer, essa pessoa vai derrotar os outros 99”, disse o ministro durante a visita à subestação.
 

Leituristas como fonte de informação para o combate

Em parceria com a Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), o MME anunciou no dia 28 de janeiro as ações que o setor energético-mineral está colocando em prática, como a inserção, nas contas de luz e de gás,  de mensagens de orientação e conscientização à população sobre o combate ao mosquito, atingindo 80 milhões de unidades consumidoras de energia elétrica em todo o país. Outra ação anunciada na ocasião foi o treinamento de mais de 40 mil agentes em todo o Brasil que realizam a leitura dos relógios de eletricidade, para que possam apontar pontos com suspeita de focos do Aedes Aegypti.

“Com esse treinamento eles tomam conhecimento sobre como perceber, onde o mosquito pode se proliferar, sintomas das doenças e do ciclo de vida do mosquito, entre outras informações”, explicou o biólogo e instrutor da FVS, Togny Mael Figueiredo.

Os leituristas também tornam-se multiplicadores das informações junto à população e contribuem assim para a conscientização e a mudança de comportamento da sociedade que é fundamental no combate ao mosquito. “Tudo depende de como evitar os criadouros da larva do mosquito. A nossa experiência com o treinamento de brigadistas em órgãos públicos tem sido muito satisfatória”, destacou Figueiredo.

Além do engajamento dos leituristas, a Eletrobras Distribuição Amazonas tem feito, em suas redes sociais e internamente, a divulgação para colaboradores e clientes de material informativo sobre como evitar a proliferação do mosquito.
 

*Com informações da Eletrobras Distribuição Amazonas
 

Assessoria de Comunicação Social
Ministério de Minas e Energia
(61) 2032-5620/5588
ascom@mme.gov.br
www.mme.gov.br
www.twitter.com/Minas_Energia